Terça-feira
20 de Novembro de 2018 - 

Controle de Processos

Notícias

Newsletter

Quem faz

SYLVIO DO AMARAL ROCHA FILHO
 
Sylvio é Doutor em Direito das Relações Sociais, Direito Comercial, subárea Propriedade Imaterial -Indicação Geográfica (2009), e Mestre em Filosofia do Direito (2002), ambas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Em 1971, graduou-se em Direito pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco da Universidade de São Paulo (OABSP 26.950) e desde 1975 é sócio fundador da Amaral Rocha Sociedade de Advogados.
 
Ainda na década de 1970, identificando a tendência de mudança do ambiente de negócios no Brasil, e o seu impacto sobre a atividade empresarial, estudou Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas, FGV-SP, curso intensivo com posterior especialização em Marketing, além de frequentar, até o segundo ano, a Faculdade de Economia e Administração, FEA-USP.
 
Foi Presidente do Conselho Deliberativo da ABRABE – Associação Brasileira de Bebidas – entidade representativa do setor e que congrega todos os importadores, produtores nacionais, produtores multinacionais, industriais de aguardente e o Duty Free. Eleito em Abril de 87 para o biênio 87/88, reeleito em abril de 89 para o biênio 89/90 e reeleito em abril de 91 para o biênio 91/92, esteve, por seis anos, à frente da Associação. Já em seu primeiro mandato, idealizou e lavrou o estudo que redundou na Lei 7798 de 10/07/89, mudando de ad valorem para ad rem (alíquota específica) o cálculo de IPI na bebida quente, o que, historicamente, contribuiu para a eclosão do mercado.
 
É o 1º brasileiro após a II Guerra Mundial a receber por decreto governamental francês o título de CHEVALIER DE L’ORDRE DU MÉRITE AGRICOLE, 1989. Pertence a inúmeras Confrarias Enofílicas, dentre as quais, Chevalier de la CONFRERIE DES CHEVALIERS DU TASTEVIN – Bourgogne, França, 1989; Commandeur de la COMMANDERIE DU BONTEMPS DE MEDOC ET DE GRAVES, Bordeaux, França, 1991;  Chevalier de la CONFRERIE DES VIGNERONS DE SAINT VINCENT – Mâcon, França, 1990; Cavaleiro da CONFRARIA DO VINHO DO PORTO – Porto, Portugal, 1989; Cavaleiro da CONFRARIA DOS ENÓFILOS DA BAIRRADA – Bairrada, Portugal, 1990.
 
É Membro da Comissão Fundadora, Instaladora e Directiva do SOLAR DO VINHO DO PORTO no BRASIL, primeiro fora de Portugal, e seu vice-presidente de 1988 até maio de 1999 e Vice-presidente do Porto Vintage Club de 1988 até 1999.
 
De novembro de 1993 a maio de 1996, escreveu e apresentou um bloco sobre enogastronomia no programa Comando da Madrugada, do jornalista Goulart de Andrade, inicialmente no SBT e posteriormente na rede Manchete, divulgando aproximadamente 120 diferentes temas genéricos sobre o assunto.
 
De 2010 a 2014 exerceu o cargo de Vice Presidente da ABG – Academia Brasileira de Gastronomia, tornando-se seu Presidente e assumindo o quatriênio - 2014/2018 - de seu mandato.
 
Ministrou cerca de 600 apresentações sobre diversos temas nas áreas de Filosofia da Mente, Filosofia do Direito, Filosofia e Direito na OABSP; ESA-OABSP;  FMU-SP/Semana Jurídica do XI de Agosto de 2006; Faculdade Católica de Campo Grande, Mato Grosso do Sul; Casa do Saber, SP; dentre outros.
 
Em junho de 2017, lançou seu livro Indicações Geográficas - A Proteção Cultural Brasileira na sua Diversidade, pela Editora Almedina. 
 
LUIZ F. FORBES 
 
Luiz F. Forbes tem mais de 45 anos de experiência na indústria de serviços financeiros. Inicialmente, trabalhou para grandes bancos comerciais e de investimento, como Citibank, Crédit Lyonnais, Unibanco e Bozano, Simonsen. A partir do início dos anos 80, seu principal foco tem sido os mercados de capitais e de derivativos. Assim, de 1983 a 1985 fez parte do time que desenhou e estabeleceu a antiga BM&F, a muito bem sucedida bolsa de mercadorias e futuros. Desde então, exceto pelo período em que atuou como membro do Colegiado da CVM, é ligado àquela instituição, hoje a enorme BM&FBOVESPA, associada ao CME Group – por sua vez a maior bolsa do mundo.  
 
Durante seu mandato na CVM, Forbes ajudou a abrir os mercados nacionais para os investidores estrangeiros (1991). Tarefa cumprida, mudou-se para Nova Iorque, onde viveu e trabalhou por mais de dez anos, em uma empresa que propositadamente constituiu como Aim Brazil, Corp. Representou as antigas BM&F e BOVESPA, proferiu centenas de palestras sobre os atrativos dos mercados brasileiros e participou ativamente nas primeiras ofertas de ADRs de nossas companhias nos mercados americanos. Sempre com o objetivo maior de fortalecimento dos laços entre os mercados financeiros do Brasil e dos Estados Unidos. Meta que também buscou atingir como diretor e mais tarde presidente da Brazilian-American Chamber of Commerce, Inc., uma conhecida associação sediada em Manhattan.
 
Por seus esforços, foi agraciado em 2001 com a prestigiosa Ordem de Rio Branco, no grau de comendador.
 
Forbes é advogado ativo, inscrito na OAB de São Paulo. Bacharelou-se pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, onde também completou os créditos de dois programas de doutorado stricto sensu em Direito (1975-1978 e 2008-2012, com qualificação). Anteriormente cursou três anos de Ciências Econômicas na Faculdade de Economia e Administração da mesma Universidade. Detém ainda o título de Master of Laws (LL.M.), tese final “with honors”, pela Fordham University School of Law, na cidade de Nova Iorque.
 
Quanto à prática advocatícia, foi um dos sócios fundadores (1975) de uma butique legal, hoje Amaral Rocha Sociedade de Advogados. Atuou também, por alguns anos, como of counsel de Tozzini, Freire Advogados, cuja operação americana presidiu em seu início.  
 
Forbes foi o primeiro presidente (2007-2009) do Conselho de Supervisão da BSM - BM&FBOVESPA Supervisão de Mercados, a entidade de autorregulação de mercados no Brasil, com poderes delegados pela CVM, que cumpre as funções desempenhadas tanto pela FINRA quanto pela NFA nos Estados Unidos. E desde 2009 tem sido reeleito membro daquele Conselho para novos triênios.
 
É também membro do corpo de árbitros da CAM - Câmara de Arbitragem do Mercado desde a sua criação (2001). Além disso, é associado de Melamed & Associates, uma respeitada empresa de consultoria global especializada em derivativos, sediada em Chicago.
 
Finalmente, ministra palestras sobre temas de governança corporativa, matéria de que já foi professor universitário, e produz pareceres jurídicos sobre questões legais controvertidas, principalmente relacionadas aos mercados de capitais e de derivativos. 
PAULO MUANIS DO AMARAL ROCHA
 
Paulo Muanis do Amaral Rocha é advogado formado pela FMU (2008) e LL.M. pelo INSPER - Instituto de Pesquisa e Ensino, especializando-se em Direito dos Contratos com o tema Considerandos: Sua Importância nos Contratos Civis Brasileiros e LL.M. pelo CEU-IICS Escola de Direito, especializando-se em Direito Empresarial, ambos no ano de 2015.
 
É ainda pós-graduado em Direito Processual Civil (2010), Direito dos Contratos (2011), Teoria Geral e Negócios Jurídicos Imobiliários (2013), todos pelo CEU-IICS Escola de Direito. 
 
Em 2010 efetuou a defesa escrita e oral em banca no CEU-IICS a respeito do tema Preclusão Pro Judicato nas Decisões Interlocutórias.
 
Paulo Rocha iniciou sua carreira em 2002, trabalhando no Escritório de Direito Cível / Tributário Almeida Alves Advogados e, posteriormente, no Escritório de Direito Trabalhista / Cível André Rotta Advogados, além de ter passado pelo Juizado Especial Cível do Foro Regional II - Santo Amaro (Pequenas Causas).
 
No primeiro semestre de 2014 passou a deter, no CEU-IICS Escola de Direito, a cadeira de Professor Assistente no Curso de Direito e Internet. No segundo, Professor Assistente nos Cursos de Direito e Entretenimento e A Prática do Novo Processo Civil. Estudos e Comentários do Projeto do CPC.
 
Em 2016, foi coautor da obra Estudos Aplicados de Direito Empresarial - Contratos, com o tema Considerandos: Sua Importância nos Contratos Civis Brasileiros, pela Editora Almedina. Escreveu também artigos em Jornais, Blogues e concedeu entrevistas para jornais de televisão e canais de Internet. 
 
Fala fluentemente Português (nativo) e Inglês, tendo aperfeiçoado este idioma na The London School of English, com ênfase em Direito Internacional, entre os anos de 2010 e 2011. 
 
Paulo Rocha se uniu à Amaral Rocha Sociedade de Advogados em 2004, tornando-se sócio sênior da banca em 2009.
IZABEL MUANIS DO AMARAL ROCHA
 
Izabel Muanis do Amaral Rocha é Mestre em História da Arte pela Universidade de São Paulo, especializada em Museologia pelo Museu de Arqueologia e Etnologia da USP, bacharel em História e bacharel em Letras Tradução Português – Francês, ambas pela Pontifícia Universidade Católica de SP (PUC-SP). Formada em Direito pela FMU, especializou-se nas áreas de Direto Civil e Direitos Autorais / Propriedade Imaterial. É ainda uma especialista certificada em Leis de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet, PROAC e editais de fomento à Cultura).
 
Izabel foi sócia fundadora do Collegio das Artes (2005–2009), Diretora Executiva da revista Competir Sports Marketing (2010–2011) e é sócia fundadora da Confraria Produções Artísticas desde 2003.
 
Atuou como Produtora Executiva em 2012 da Exposição SP, 1932: 80 Anos da Revolução Constitucionalista no Arquivo Público do Estado de São Paulo, e Itália-Café-Brasil: Qui si Beve Caffè, exibida no Museu do Café de Santos em 2011, além de ter atuado como Coordenadora de Pesquisa e de Projetos / Exposições ou ainda Produtora Executiva em mostras em Instituições como Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro, Estação Pinacoteca, Museu Brasileiro da Escultura (MuBE), Museu da Imigração do Estado de São Paulo, Museu do Café de Santos, SESC, Instituto Victor Brecheret.
 
Fala fluentemente Português, Inglês, Francês e Espanhol e possui publicações relativas à estética e história da arte em alguns dos principais veículos especializados, além de realizar cursos, palestras e workshops sobre o tema.
 
Associou-se a Amaral Rocha Sociedade de Advogados em agosto de 2012.
Visitas no site:  520085
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia