Sábado
20 de Abril de 2019 - 

Controle de Processos

Notícias

Newsletter

Torres que TJSP construirá são consideradas prioritárias na valorização do centro de São Paulo

Portaria publicada ontem trará agilidade à obra.         O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças, desde o início da gestão vem trabalhando para a regularização da documentação e para assegurar investimentos já realizados em gestões anteriores com a unificação dos cadastros do terreno da Rua Conde de Sarzedas, e respectivos protocolos do anteprojeto de arquitetura, comunica a publicação, ontem (20), da Portaria Municipal 049/19. O secretário de Desenvolvimento Urbano de São Paulo, Fernando Barrancos Chucre, em razão do Decreto nº 58.668/19, do prefeito Bruno Covas, incluiu por meio da referida portaria, obra relativa ao processo SEI nº 6068.2019/0001153-8 (construção dos novos prédios em imóvel localizado entre a Rua Conde de Sarzedas, a Rua Conselheiro Furtado e a Rua Tabatinguera) no Regime Especial de Atendimento Prioritário (REAP).          A inclusão no REAP da referida obra representa o reconhecimento de que se trata de projeto que valoriza o Centro da Cidade de São Paulo nos seus aspectos urbanísticos, econômicos e culturais e considera os projetos, ações e iniciativas da Administração Pública Direta e Indireta da União, do Estado e do Município.         As publicações consideram que as torres que abrigarão os gabinetes de trabalho dos desembargadores – obra que a atual Presidência pretende deixar em termos para as gestões que a suceder – exercem relevante papel indutor para o desenvolvimento econômico da área central, em especial do seu entorno. Também se deve considerar a economia que será feita pelo Judiciário paulista, decorrente dos gastos de locação de prédios de terceiros. Com essa iniciativa, o TJSP, pode, assim que possível, adentrar na fase de licitação do projeto executivo da obra.                  imrpensatj@tjsp.jus.br
21/03/2019 (00:00)
Visitas no site:  563023
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia